sem nome

“(…) Virá a ser o que for preciso no momento que mais lhe convier. Mas pobre dele. Ou obedece ao chefe do Governo ou lhe cai em cima tudo o que está em suspenso, no que se refere a submarinos e a tanques. E talvez a outras coisas que a comunicação social não refere, enquanto não receber ordens (…)”

Diário de Notícias

25.03.2014

José Paulo Fafe no seu blogue

Anúncios